O que é a procrastinação? Como evitá-la?

O famoso Amanhã Eu Faço pode ser negativo para a vida

Por Juliana Boldrin 10/04/2017 - 09:51 hs

Procrastinação nada mais é do que adiar, deixar de executar alguma tarefa importante ou útil que poderia ser feita na hora, ou seja, o famoso “depois eu faço”. Esse comportamento faz parte do dia-a-dia das pessoas, mas há aquelas que costumam adiar suas tarefas por dias, meses e até anos, e acabam sofrendo grandes consequências por isso. 

A procrastinação é um comportamento de auto sabotagem que pode ocorrer em diversas áreas, nos impedindo de ter uma vida mais “leve”. Muitas vezes é confundida com a preguiça, mas, por traz disso, encontram-se crenças, pensamentos sabotadores e sentimentos negativos. Procrastinamos por distrações, falta de confiança em nossa capacidade de executar tarefas, medo das possíveis críticas, desorganização do tempo, falta de compromisso entre outras coisas. 

Procrastinar é comum em ambientes de trabalho e estudo, onde as pessoas, de modo geral, têm dificuldades em realizar tarefas que as tirem de sua zona de conforto e exijam mais esforço. Também procrastinamos com tarefas e atitudes mais simples do cotidiano, como arrumar o guarda-roupa, consertar algo em casa, fazer um curso, começar a praticar exercícios físicos, cuidar da saúde... 

Alguns pensamentos que nos levam a procrastinar: 

“Vou começar mais tarde” 

“Não é tão importante assim” 

“Eu tenho muitas outras coisas para fazer agora” 

“Vou ver minhas redes socias por alguns minutos e, daqui a pouco, começo” 

“Ainda tenho um mês para entregar o trabalho, depois eu faço” 

Diante de uma tarefa que cause aversão, a procrastinação pode gerar prazer momentâneo, mas em seguida irá causar impactos negativos para a vida, como a improdutividade. Também podem ocorrer danos psicológicos, como estresse, ansiedade e alterações no sono. 

Algumas dicas para combater a procrastinação:

1- Determinar seus objetivos e prioridades.

2- Não planeje nada além do que consiga realizar. Não se sobrecarregue.

3- Anote seus objetivos, e coloque as anotações em um lugar em que frequentemente as veja. Isso ajuda a manter o foco na tarefa.

4- As coisas mais importantes devem vir primeiro. Por mais que em muitas vezes o principal a ser realizado não seja muito atraente, se não for priorizado, poderá gerar uma sobrecarga, posteriormente.

5- Imagine os benefícios que você terá ao terminar todas as tarefas.

6- É importante estabelecer recompensas imediatas para o cumprimento das metas planejadas, pois pequenas recompensas ajudam a pessoa a se manter focada na realização dessas tarefas. 

Como a Terapia Cognitivo Comportamental pode ajudar? 

O papel da Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) é auxiliar a pessoa a compreender quais motivos a levaram a pensar e agir de maneira procrastinadora ao longo de sua vida. Além disso, realizar um trabalho que ajude com a aquisição de comportamentos assertivos, e, assim, a levar uma vida mais produtiva.

 

Psicóloga Juliana Boldrin

Atendimento de jovens, adultos e casais
(16)9.9799-4770
Clínica Fisio Mais
Rua Pereira Landim, 969 – Centro
 

 

Facebook: https://www.facebook.com/psicologajulianaboldrin