Sem inscrições suficientes, vagas dos cursos universitários da Univesp podem fechar para Ibitinga

De graça e de altíssima qualidade, cursos tiveram apenas 24 inscrições pagas; esperava-se 200.

Por Redação 15/06/2018 - 09:14 hs

Já ouviu o dito popular "o que é de graça as pessoas não dão valor"? Exatamente assim que se encontra a situação do polo da Univesp em Ibitinga. A universidade estadual à distância, reconhecida como sendo de altíssima qualidade, pode ter vagas de cursos fechadas nesta cidade pela falta de adesão.

"Das 180 inscrições realizadas para o vestibular deste segundo semestre, apenas 24 foram pagas. Isso é preocupante pois se o número de inscrições não dobrarem, corremos o risco de perder os cursos superiores em nossa cidade", informou Pedro Pongelupe, secretário de Planejamento da prefeitura de Ibitinga. "Trata-se de algo de graça, do estado de São Paulo, ensino superior que daria para qualificar muita gente", reinterou.

Atualmente, as inscrições oferecidas no polo de Ibitinga são para Tecnólogo em Gestão Pública, Engenharia de Produção, Licenciatura em Matemática e Pedagogia.

O pagamento das inscrições (R$ 45), abertas no mês passado, é até o próximo dia 19, terça-feira. Para realiza-la, você deve acessar https://univesp.br/vestibular

Qual a importância disso?

"Acomodação" é uma palavra proibida em um mundo globalizado. O mercado de trabalho, cada vez mais, exige muito de cada candidato à vaga. Sem capacitação, as chances de ingressar em um emprego são mínimas. 

Atualmente, não há desculpas que possam ser dadas. O Brasil possui diversos meios para que, mesmo sem dinheiro (e sem tempo), as pessoas possam aprender e crescer. A Univesp é um exemplo disso. Reconhecida pelo MEC, a universidade garante uma graduação de excelente qualidade à distância. Pena a adesão ser tão pouca.

Como funciona

A Univesp combina as novas tecnologias de informação (como internet e TV digital) e as metodologias presenciais de aprendizagem nas atividades nos pólos. O aluno entra em contato com os conteúdos do curso por meio do material didático oferecido por diferentes mídias, inclusive a impressa.

Com o apoio de ferramentas da plataforma “Tidia-Ae”, os alunos têm acesso aos conteúdos preparados especificamente para cada curso, às ferramentas de interatividade, ao conjunto de atividades que devem cumprir em cada uma das fases do curso, ao calendário de programas transmitidos pela Univesp TV, à lista de atividades individuais e em grupos, entre outros. Cada atividade concluída é encaminhada ao tutor, que avalia e orienta o aluno na sequência das atividades curriculares. Os trabalhos concluídos ficam armazenados em uma área de portfólio para consultas posteriores do próprio aluno, tutor e orientadores.

Na educação mediada pelas novas tecnologias, o cumprimento das tarefas equivale à presença do aluno em sala de aula no modelo de educação presencial. Mas sua presença física será exigida sempre que a programação dos cursos incluir atividades presenciais nos pólos, como em aulas de laboratório ou nas provas.

Os tutores são os docentes da universidade que promove o curso ou alunos de pós-graduação capacitados para essa função, que estão sempre sob supervisão de um professor. Eles mantêm diálogo permanente online com o aluno e com os grupos de trabalho e estimulam a criação de listas de discussões, debates e pesquisa de textos. No desenvolvimento das atividades do curso, os alunos se relacionam também nos fóruns, cujos encontros são realizados em horários pré-determinados.

A Univesp conta ainda com a Univesp TV digital, que traz conceitos, processos e aspectos motivadores do conteúdo em questão. Para tanto, são utilizadas técnicas de comunicação específica para TV, na forma de representação ou de documentário.

Como são os pólos?

Além do ambiente virtual, o Programa Univesp opera no Estado de São Paulo também por meio de pólos presenciais para apoio pedagógico e acompanhamento de desempenho e avaliação dos alunos. Estes pólos serão instalados nos campi das instituições parceiras e em espaços físicos, especificamente cedidos para esse fim por outras entidades públicas. A quantidade dos pólos depende de cada curso, pois exigem infraestrutura diferente uns dos outros.

Os pólos atendem aos requisitos de infraestrutura da Univesp: contam com salas para as atividades pedagógicas equipadas com TV e/ou projetor multimídia, aparelhos para recepção do canal digital da Univesp TV e computadores com acesso à internet. Nos locais, será possível esclarecer dúvidas (nas atividades presenciais), assistir aos programas transmitidos pela Univesp TV e realizar atividades previstas no currículo dos cursos. Ali também são realizadas as avaliações presenciais. Cada pólo conta ainda com um monitor responsável pelas ações técnico-administrativas necessárias à manutenção da infraestrutura adequada para a realização dos cursos.