OMS retira a transexualidade da lista de doenças mentais e colocou como transtorno de gênero

Nova Classificação Internacional de Doenças descreve também o vício em videogames como um distúrbio de comportamento

Por Redação 20/06/2018 - 08:43 hs

Organização Mundial da Saúde (OMS) deixou de considerar a transexualidade como um transtorno mental e migrou a classificação para distúrbio de comportamento, segundo a nova edição da Classificação Internacional de Doenças (CID), publicada nesta segunda-feira.

A última revisão desta norma havia sido feita 28 anos atrás. Até agora, as pessoas que não se identificavam com o sexo que lhes foi atribuído ao nascer eram consideradas doentes mentais pelos principais manuais de diagnóstico, devido à classificação da OMS. 

Com esta mudança, a OMS mantém a transexualidade dentro da classificação para que uma pessoa possa obter ajuda médica se assim desejar, já que em muitos países o sistema sanitário público ou privado não reembolsa o tratamento se o diagnóstico não estiver na lista.

Outra das modificações mais chamativas da nova CID é a inclusão do vício em videogames como perturbação mental. Este transtorno se caracteriza por um padrão de comportamento de jogo “contínuo ou recorrente”. A OMS estima que entre 2% e 3% dos jogadores de videogames têm um comportamento abusivo, mas salienta que por enquanto faltam dados empíricos.